Responsabilidade Ambiental é Compromisso

Meio Ambiente

A Gestão Ambiental da Reflorestadores Unidos S.A. tem como objetivo promover atividades de gerenciamento correto dos recursos ambientais da organização, através da preservação, conservação e valorização dos fatores bióticos e abióticos dos ecossistemas naturais. Isso garante as biodiversidades, propiciando a prática do manejo florestal de uma forma ambientalmente adequada, socialmente benéfica e economicamente viável.

A programação anual das áreas a serem cortadas é definida em função da sustentabilidade das florestas, ao longo de seu ciclo, para atender a demanda de matéria-prima para a indústria.

Reino: Plantae
Phylum: Coniferophyta
Classe: Pinopsida
Ordem: Pinales
Família: Pinaceae
Gênero: Pinus
Espécie: Pinus taeda L.

A matéria-prima

O Pinus taeda é uma das árvores mais plantadas no Sul do Brasil. Em áreas de altitude e frio, supera espécies de eucalipto por ser resistente às baixas temperaturas e é preferido ao Pinus elliottii por se desenvolver mais rapidamente.

O plantio com finalidades comerciais de P. taeda no Brasil iniciou-se em 1948, pelo Serviço Florestal de São Paulo, que introduziu neste estado áreas experimentais de 4 espécies de “pinheiros amarelos do sul dos Estados Unidos – Southern Yellow Pines” (P. palustris, P. echinata, P. elliottii e P. taeda). Os dois últimos, frente ao sucesso na adaptação e desenvolvimento, têm sido referenciais na plantação de florestas de coníferas na região sul do Brasil.

O Pinus taeda tem como principais finalidades os produtos derivados da madeira, sendo muito utilizado para a serraria e principalmente para a indústria de celulose e papel. Por ser uma árvore resinosa pode-se extrair sua resina; contudo, essa não possui alta qualidade e quantidade, como a produzida por P. elliottii.